Jehozadak Pereira.com

Ciúme – o flagelo da humanidade

Posted on: June 29, 2007


Dois anos após a sua conversão, numa pequena cidade do interior o jovem foi despertado para o ministério por causa de uma mensagem num acampamento. Logo ele estava num dos mais renomados seminários, preparando-se adequadamente para ser um pastor como era o seu desejo. No seminário, sua voz a todos encantava, e ele foi chamado a participar do ministério de música. Expansivo e amigo de todos era o companheiro ideal. No mesmo seminário, estudava uma moça muito bonita, filha única, e tinha na família como pastores, seus avós, tios, e alguns primos. Dona de uma voz maravilhosa, logo foi selecionada para integrar o conjunto musical do seminário. Contudo era muito tímida. Mas a timidez não impediu que tanto ela como o jovem iniciassem um namoro, que logo de transformou em noivado e ao fim do curso, casaram-se.

O casal era admirado por todos e os professores e diretores do seminário diziam que a igreja que os tivesse seria imensamente abençoada. Após cinco anos à frente de uma pequena igreja, os resultados apareceram, e já eram muitos os convertidos e alcançados pelo trabalho que o casal fazia naquela cidade do interior. A pequena igreja havia construído um belo templo, a casa pastoral, era uma igreja missionária e alguns dos seus membros se preparavam no seminário onde havia se formado o seu pastor. O ministério do casal era exemplo para muitos.

O que ninguém sabia, fossem os parentes, os membros da igreja, os amigos do casal, era que a vida deles era um tormento constante e ininterrupto, por causa do ciúme doentio da mulher. Eles haviam sofrido em silêncio durante todos aqueles anos. E impotentes para solucionar adequadamente o problema buscaram ajuda, que se mostrou inadequada e insuficiente, e diante disto só lhes restou abandonar o ministério. Nunca mais ele pregou e eles jamais tornaram a cantar juntos ou separados.

Quem conhecia a integridade do homem, sabia que as desconfianças da mulher eram totalmente infundadas e sem nenhuma razão de ser.

Os nomes foram omitidos, para a preservação dos citados, e a situação poderia ser o inverso, com o homem sentindo ciúmes da mulher.

Quantas histórias como esta você já viu ao longo da sua vida? Se não for a sua história de vida. Não há aqui nenhuma pretensão de julgamento ou mesmo empáfia. Pois isto é uma realidade constante na vida de muitos. Quantas carreiras e vocações foram desprezadas e abandonadas por causa dos ciúmes? Quantas vocês conhecem?

O primeiro crime da história da humanidade teve como pano de fundo o ciúme. Quando Caim matou Abel, o fez envenenado pelo ciúme. Ao longo da história da humanidade o ciúme tem destruído lares, rompido com amizades, acabado com laços familiares, e invariavelmente não tem sido tratado com a devida atenção. O ciumento duvida de tudo e de todos, exaspera-se, o ciumento tem medo de perder.

As pessoas ciumentas são como todos nós, nossos vizinhos e parentes, talvez com uma diferença: sofrem e muito pelos seus comportamentos e atitudes.

São maridos com comportamentos bruscamente alterados em relação à esposa, após o nascimento do primeiro filho. São esposas que não suportam ver o sucesso de seus maridos; mães que agem com as suas filhas, como se elas fossem suas inimigas, ou são irmãos que passam a vida se digladiando e disputando a atenção dos seus pais a qualquer preço. São homens e mulheres possessivos que se agridem, se destroçam e até se matam, tudo por causa do ciúme. O ciúme oprime, constrange, avilta, maltrata, exaspera.

O ciumento tem medo de perder. A ação à sua atitude é o choro e a autocomiseração. Por vezes o ciumento fica cego e não consegue ouvir a voz da razão. Chora, pede perdão e torna a fazer de novo, e pior.

Alguns dizem que o ciúme é o amor possessivo. Mentira. Deslavada mentira. O amor jamais é possessivo. 1 Coríntios 13.4-5. Ao procurar as razões do ciumento, vamos encontrá-lo mergulhado desde a sua infância com ciúmes de seus carrinhos, suas bonecas, dos seus pais, do seu cachorrinho de estimação… E invariavelmente o ciumento tem baixa-estima, e julga-se ultrajado, desprezado e é extremamente possessivo. Ao se relacionar no casamento, com o seu cônjuge ele o tem como sua propriedade exclusiva e invariavelmente torna a vida em comum um suplício e um tormento para ambos.

É comum o cônjuge do ciumento passar a vida toda justificando o que não fez, e somente o faz para ter ou obter um pouco de paz, e pensa que no dia seguinte tudo vai voltar ao normal.

Ledo engano.

Novamente o ciúme vai eclodir tornando tudo áspero e obscuro. Quantas vezes tantos são acusados sem nada ter feito, ou condenados sem culpa alguma. Sofrem muito, tudo por causa dos ciúmes.
E vivem assim. Infelizes.

O ciumento precisa ser responsabilizado pelas suas atitudes. Precisa saber que o ciúme é pecado e como tal deve ser tratado. Nada difere o ciúme da mentira. Ambos são abomináveis.

Muitas vezes o ciúme é tratado como desvio de personalidade e o ciumento como um coitado. Muitos terapeutas e conselheiros tratam o ciúme com lições de casa, tarefas, deixando de lado as suas conseqüências, como se elas fossem meras casualidades. O ciumento exige, suspeita, e diz que os seus sentimentos dolorosos são as exigências de um amor inquieto, e o seu desejo é o de apoderar-se do outro em todos os aspectos. O ciumento vai sempre suspeitar do outro, vai sempre achar que o outro é infiel, mesmo que não seja. Por conta disto vai vigiar, revistar bolsos, escutar conversas, vasculhar agendas, rediscar o último número chamado no telefone, olhar para onde o outro olha, vai fazer de tudo para “descobrir” uma infidelidade.

Não importa. Aliás, nada importa ao ciumento.

No convívio com o ciumento uma coisa é certa: o ciúme vai explodir, mais hora menos hora. O ciúme não respeita nada, ele vai de mal a pior.

E nos nossos púlpitos, como o ciúme é tratado? Ele simplesmente não é tratado. Logicamente há as exceções. E vai corroendo como um câncer que tal carcinoma vai transformar-se numa mortal e devastadora metástase. Nada pode detê-lo. O exemplo é forte? Pois é tudo isto e muito mais o ciúme. Mesmo porque muitos dos nossos pastores padecem com o problema e não sabem como tratar o assunto.

Quantas vezes o ciúme leva a morte, pois o ciumento é despeitado, invejoso, e por causa disto tem medo e receio de perder alguma coisa. E por conta disto põe tudo a perder. Você deve estar se perguntando o que fazer? Certamente a Bíblia tem as respostas necessárias para tratar o problema. 1 João 1.9 – “Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça”. Ai esta o segredo de como tratar o ciúme e conseqüentemente o ciumento: tratar o ciúme como pecado e todo pecado deve necessariamente ser confessado.

Concordam?

Advertisements

10 Responses to "Ciúme – o flagelo da humanidade"

Li seu comentário sobre o assunto ciúme,mas acredito que faltaram algumas coisas,como por exemplo:o ciumento é tratado como um criminoso,quando julgo ser também uma vítima de um sentimento que em muitas vezes se tem dificuldade em resolve-lo,pois em alguns casos o maior interessado em ficar livre do ciúme é o próprio ciumento.Apontar um erro com o dedo em direção a alguém é muito fácil,solucionar é bem diferente.Quanto a confessar e reconhecer o pecado,sim acredito no perdão divino,mas e a mudança?e como não mais sentir ciúme?condenar é muito facil,chamar de caim e coisa e tal,mas lembre-se que o ciumento também é uma alma.Gostaria que você me apresentasse uma solução,quantos casais cristãos ficaram livres disso?se conhece como resolver?pois ja estou em oração e pedindo a Deus solução,reconheço como pecado e injustiça e sou um dos maiores interessados em abandonar essa prática.

me sinto uma porcaria por tudo o que esse texto relatou… começo uma terapia esta semana, na qual deposito esperanças, pois trata-se de um método que vai além da conversação. Mas se tiverem dicas de como tratar, escrevam. Tenho procurado racionalizar quando o sentimento vem, mas não é fácil. Quando ele vai embora a energia vai junto. A parte que coloca o ciumento como um ser medíocre foi importante para não me reconhecer naquilo que sou quando assim estou… É uma doença, concordo que por ser de fundo emocional seja menos vista como patologia. Acredito verdadeiramente que a questão tenha também um fundo espiritual de outras vidas e uma carga de vivências e ciclos doentios ao longo da história presente de cada um que vai contaminando nossas células que tomam conta de nossos reflexos. A causa é mais densa sim. Gostaria de encontrar um caminho e de ajudar também as pessoas a se livrarem disso. Mas pelo texto me parece que é um caso perdido? Me recuso a acreditar nessa hipótese. Seria muito triste.

Claro que para tuda há excessão.
Normalmente o ciúmes está acompanhado de baixa auto-estima, sendo nestes casos, um sintoma dessa.
O ciumento não sabe, mas na verdade é em si mesmo que ele não confia, não confia que é bom o suficiente para manter a relação, não é bonito ou inteligente suficiente.
Quem tem auto-estima elevada dificilmente sente ciúmes, e quando sente é por motivos óbvios e reais, mas mesmo neste casos é confiante que se parceiro vacilar, trair etc, ele logo encontra alguém que o mereça, ou que o parceiro vai se arrepender etc. Então uma maneira de tratar o ciúmes é tratar da auto-estima. Claro que também não é fácil elevar a auto-estima, mas é um caminho que pode ser percorrido, com intimidade (emocional), transparência, confiança em si mesmo, elogios verdadeiros, motivação, etc.

Maravilhoso Mig… disse tudo, sempre fui muito segura de mim… era uma pessoa extremamente feliz, mais em 2006 as coisas mudaram, devido a um grande golpe do destino no qual prefiro não entrar em detalhes engordei 20 kg dos quais eu perdi apenas 4, minha mente mudou… aquela confiança e auto-estima se foram e o pior levaram com elas toda minha alegria de viver, passei a ser inssuportavelmente possessiva ao ponto de pedir pelo amor de Deus ajuda para meu noivo a vitima de tudo isso!!! Graças a Deus ele é um ser maravilhoso e como prova do seu amor tem lutado incançavelmente pela minha cura, me apoia muito no tratamento e nunca me abandona nem nas piores crises pelo contrario luta para q eu encontre novamente minha auto-estima e acredida fielmente na minha cura… eu não sou este mostro citado a cima… sou apenas uma das milhares vítimas desse maldito sentimento… mais tenho fé q seremos felizes (eu e meu amor) não tenho que pensar diferente se ele é o primeiro a acredidar q eu consigo…

Nesse momento eu estou chorando, triste por ser apontada pelo meu ciúme, no início do meu namoro sofri muito com comentários e alguns fatos consumados que aconteceram com a presença da ex na casa do meu namorado. Sempre que ela aprontava ele se justificava de alguma forma, ela está aqui porque minha mãe e minhas irmãs são amigas dela, eu não posso fazer nada. Na verdade eles eram amigos, eles devem alguns favores a ela, com o tempo ela exagerou nas investidas e ele resolveu se afastar definitivamente. Porém a única que lembra dos ataques que ela fez sou eu, e ela está lá de novo, trabalhando com a mãe dele, eu não grito, nem faço escandalos, mas quando descobri que ela voltou fiquei com raiva e fiz muitos comentários. Ele me acusa, diz que é demais, eu não gosto que as amigas das irmãs dele dividam a cama com ele, pra mim isso é falta de respeito, não gosto que ele fale nem chegue perto da ex. Eles dão muita liberdade pra essas pessoas, acham normal, mas eu não, as vezes pergunto a ele o que ele acharia se fosse comigo, o meu ex fazendo o que ela faz, o que acontece com ele acontecendo comigo. Ele só me acusa, acho que perdi a minha vida, e vivo pra ele, estou disposta a viver a minha vida, nem que pr isso eu tenha que engolir alguns sapos, não pretendo acabar esse relacionamento, eu gosto dele e nossa história é linda, apesar de envolver alguns tombos pelo caminho, eu queria que ele respondesse as minhas perguntas me deixando segura, eu não posso mudar sozinha, ele tem os motivos dele mas não gosta nem de escutar os meus, eu tento entender, mas ele só sabe acusar e deixa isso bem claro. Ele diz que eu não confio nele, eu digo que eu quero respeito, e pr mim isso é diferente de achar que ele vai me trocar por alguém. Gostaria de saber onde estou errando, e se alguém que erra pode me condenar assim, ele me faz perguntas e eu respondo, ele não, sei que vc vai falar da auto estima, mas gostaria de ouvir palavras sinceras e amigas. Obrigada!

Amigos,

estou passando por isso no momento, hj tive uma crise de ciúmes, devido a um site de relacionamento. Confio na minha noiva, mas acho que a minha auto-estima esta muito baixa. Procuro me melhorar, mas quando penso que tenho uma melhora, vem a crise novamente. Já conversei com a minha noiva e ela é bem franca comigo, estamos fazendo planos futuros, mas a dor do ciúme é horrível. Quero me tratar, pois, concordo que é um pecado e que devo me confessar, porém, não consigo me livrar de tal enfermidade. Não quero perder a minha companheira, pois a amo muito e ela é muito especial em minha vida. Caso alguém saiba um modo de tratamente, por favor, me ajude, pois sei que estarei sofrendo muito mais se perde-la pelo meu ciúme.

Obrigado pela atenção.

olha tenho passado por maus bocados, meu namorado me faz acusações terriveis, gosto muito dele mais estou tomando a decisão de deixa-lo pois não suporto mais, ele vasculha tudo que meu
invade toda minha privacidade e isso é uma tremenda falta de respeito acho muito dificil uma mudança e não pretendo ficar sofrendo por algo sem jeito, e normalmente o ciumento não admite que precisa de tratamento não sabendo ele que não vai conseguir ser feliz com ninguém e assim será infeliz para o resto de sua vida…

O ciúme é um sentimento q quem mais sofre é quem sente. Realmente tento controlar, mas não é fácil. É um ciúme apenas da admiração q o outro tem pela beleza alheia, da atenção não dada como queríamos que fosse dada a nós. Acho q é um misto de carência com a necessidade de controle da vida do outro. Mas com tudo o q sinto, tenho tentado por mim mesma tentar controlar essa fraqueza, a cura, não sei se tem, mas quem sabe sabendo como controlar, o vício da auto-flagelação um dia acaba. Bem, primeiro a gente tem que ver que somos únicos e livres, por isso devemos amar a nós e respeitar a liberdade do outro apreciar a beleza alheia, a liberdade de ir e vir. Nós nos relacionamos com uma outra pessoa para praticar o exercício do amor, e a única pessoa que nos permite ser feliz ou infeliz somos nós mesmos. Quando o ciúme t tomar, deve primeiro manter a calma, e procurar não se dominar por ele, procure algo imediatamente para se distrair. É um exercicio de auto-domínio. Não se permita ficar triste, ou abalar sua paz.Vc é mais importante. Se ame, primeiro. Depois ame o seu parceiro. se sentir necessidade, converse com ele(a), num outro momento, com carinho e amizade, ele também entenderá q vc tb quer viver em paz.

Estou com medo…mutio medo.
Descobri que sofro de ciúme patológico!
sofro por isso e me culpo muito, não gosto de machucar ninguém principalmente que eu amo.
Desde a minha adolescência venho sofrendo de ciúmes. Tive uma grande paixào aos 14 anos e fui trocada, depois me apaixonei novamente e fui deixada.Casei com o amor de infância achando que estaria enfim com alguém que realmente me amasse..fui traida , com minha irmã, colega de tarbalho, prima.. Confiar como? acreditar em quem? que as pessoas amam e respeitam os sentimentos dos outro? como posso?
Com o tempo fui achando que o defeito estva comigo..me achei feia, desinteressante, que poderia me relacionar com quem quisesse mas no final seria trocada…Então conheci um grande amor..desses que vc acha que só existem em filmes..ele é correto, me respeitou desde o inicio, vinha ele de uma relaçào sofrida..mesmo assim..nunca traiu sua ex-esposa..Eu disse, é esse!
Depois veio a tempestade..ele tambem me traiu..justificou tudo, certo,,perdào e tudo mais..depois disso..não consigo confiar, tenho sempre a nítida sensaÇào que vou ser trocada e como o amo muito estou sempre alerta..e muito cansada..sofrida..magoada… que faÇò? não consigo deixä-lo..o amor é muito grande..ou será o medo da solidão?

Nunca fui traído, mas já fui humilhado.
Sou muito ciumento, sou capaz de ficar o dia inteiro emburrado só de ver minha namorada conversando com um garoto.
Sofro demais, é muito difícil.
não consigo controlar.
Ela terminou comigo, e mesmo assim sinto ciúmes dela.Só que agora é pior porque também tenho raiva dela.
Não corro atrás dela, mas estou dando um gelo, pra ver se eu penso um pouco e esfrio minha cabeça.
Esse site me ajudou bastante.
Esses depoimentos também…to melhorando, mas agora é tarde.Já a perdi!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

Categories

Estatísticas do blog

  • 172,815 hits

Enter your email address to subscribe to this blog and receive notifications of new posts by email.

Join 846 other followers

Twitter Updates

Error: Twitter did not respond. Please wait a few minutes and refresh this page.

%d bloggers like this: