Jehozadak Pereira.com

língua maldita

Posted on: August 24, 2007


Quebrar a cara do maledicente e fofoqueiro!

Se esta foi alguma vez a sua reação, eu não o critico, pois eu também já tive esta vontade algumas vezes. Eu tenho me perguntado como proceder diante da calúnia, da mentira, da falta de respeito para com o próximo. O maledicente e fofoqueiro trabalha com a vida dos outros. Ele cuida da vida alheia mais do que a própria vida. É exasperante, afoito, sorrateiro, covarde e inoportuno.

Na sua boca, nada presta ou tem algum valor. Ele é desrespeitoso e despeitado. Na boca do fofoqueiro, boatos tomam dimensões de verdade absoluta e irrevogável. Logo ele estará contando tudo e a todos de tudo e de todos. Só há um jeito de tratar com o maledicente e fofoqueiro: desmascará-lo publicamente diante de todos ou então quebrar a cara dele.

Para alguns, segredos ou confidências ouvidas de outros de nada valem.

O economista, senador, embaixador e ex-deputado Roberto Campos, já falecido, afirmava que a inveja é o mau hálito da alma. E a fofoca, e o mexerico, e a maledicência? O que são? São fezes na boca do mexeriqueiro, fezes das quais ele se alimenta e se nutre tal qual um parasita intestinal.

O fofoqueiro é sombrio, furtivo, escamoteado, e trabalha com a cumplicidade alheia que às vezes ouve e passa adiante aquilo que ouve. O mexeriqueiro não perdoa nada, tudo para ele é errado.

O que também mais irrita é a fofoca em família. Tenho uma tia que trata da vida de todo mundo (quem não tem um exemplo deste na família?), menos da vida dela. Qualquer movimento, por menor que seja, para ela é um fato importante que logo estará sendo passado adiante. Sabe da vida de todo mundo, uma fofoqueira de primeira. Além de fofoqueira é uma maledicente.

E vou mais longe ainda ao afirmar que todo maledicente é um agressor. Agressor da moral alheia. Eu comparo o maledicente a um estuprador. Tal qual ele, não respeita nada. Se tiver a oportunidade, vai cometer um crime perverso e irreparável em todos os aspectos e, como um violador sexual, o maledicente tem de ser repudiado.

Tempos atrás, provei na minha vida do veneno de um maledicente e senti-me ultrajado, humilhado, desgostoso, destratado, por causa de um maledicente que não tinha todas as informações de um problema real e que, se considerando um ser altamente espiritual, colocou para frente um problema que não lhe dizia respeito. Depois reclamou que foi desrespeitado.

Dias depois deste fato, um amigo ouviu uma notícia desabonadora de um outro amigo. Comunicado, fui conferir com o próprio a veracidade do assunto. Expus-lhe o problema e sua resposta foi bem humorada, e embora o assunto não me dissesse respeito, senti-me na obrigação bíblica de comunicar o fato ao meu amigo. Ninguém, absolutamente ninguém, ouviu de mim ou do meu outro amigo o que se passou. Confesso que me senti aliviado por poder ajudar a desfazer a intriga de um fofoqueiro.

Sei que alguns terão estas palavras por muito fortes e contundentes, mas elas são realidade. Quantas vezes temos de sofrer os danos calados sem poder reagir ou mesmo contestar quem fala da vida alheia?

Certamente, você tem um monte de casos semelhantes para contar, e como eu, sentiu ganas e vontades de bater no maledicente. Mas passado os momentos de cólera, de ira, vem os questionamentos. Por que? O que eu fiz? Precisava ser falado? Mas no fim acabamos por – como disse um outro amigo meu – deixando para lá.

PS Se você notou o título deste artigo, está em letras minúsculas, pois, como o maledicente é um personagem menor moralmente, nada mais justo do que lhe dar tratamento igual.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

Categories

Estatísticas do blog

  • 172,837 hits

Enter your email address to subscribe to this blog and receive notifications of new posts by email.

Join 846 other followers

Twitter Updates

%d bloggers like this: