Jehozadak Pereira.com

O Homem Solitário

Posted on: December 18, 2007


Jehozadak Pereira

in solitudine vivere.

Jacó estava só.
Após atravessar a sua família e a colocar em segurança do
outro lado do rio,
achou-se Jacó, solitário…
Sozinho…
Jacó precisava atravessar o rio, porém sabia que a sua missão seria
árdua.
Difícil.
Pôs-se a pensar na sua vida, no passado recente,
havia vindo para Harã,
fugido,
pois sorrateiramente enganara
seu pai e seu irmão,
os anos passados ali, foram de trabalho, de luta,
e o enganado fora
ele, por seu tio e sogro,
a convivência tornara-se difícil, delicada.
Obedecendo a ordem do Senhor,
Jacó, estava retornando ao seu lar,
voltando do exílio, para a sua terra.
Na sua solidão, um pensativo Jacó sabia que
Deus havia sido piedoso para com ele,
dando-lhe filhos, que ele amava e protegia,
filhos que anos vindouros, haveriam de
o iludir e enganar,
tal como ele procedera com seu velho pai!
e como seria dolorosa esta situação!

Absorto nos seus pensamentos Jacó,
finalmente deu-se conta de que teria de atravessar,
o rio.
Ele não poderia usar dos seus muitos truques,
ou mesmo dos seus muitos subterfúgios.
Ele teria de atravessar o rio!
teria de cumprir integralmente a jornada da sua vida!
A noite era das mais escuras e o vento trazia o frio…
e,
Jacó viu a sua frente a silhueta de um Homem,
e,
o Homem a sua frente, parecia desafiá-lo…
Se Jacó ia para a direita, lá estava aquele Homem.
Se Jacó ia para a esquerda, lá também estava aquele Homem.
Recuar Jacó não podia…
tinha Jacó de passar por ali.
Voltar para trás, seria tornar-se novamente servo de seu sogro,
seria, desobedecer a Deus.

Jacó estava só.

Restava-lhe lutar,
aceitar o desafio.
Ele passaria por ali!
Ele lutaria!

Luta feroz!
Luta de valentes!
Luta de vida!
Luta de Vitória!

Luta feroz!
a vegetação estava toda pisada,
destruída, pela violência do embate.

Luta de valentes!
nenhum dos dois, recuava, cedia…
nenhum dos dois parecia sentir os efeitos da luta,
Jacó não iria recuar,
jamais!
e Aquele Homem,
tinha, uma força descomunal,
tão descomunal, que parecia não ser humano.

Luta de vida!
lutando por sua vida, como nunca fizera antes,
Jacó agarrou-se Naquele Homem,
fosse Ele, quem fosse,
e o dia foi amanhecendo,
e o Sol,
ah! o Sol,
vinha com força,
esplendoroso,
expulsando a noite,
secando orvalho,
dando forças ao exaurido Jacó.
O Homem,
tentou libertar-se de Jacó,
e este,
no limiar das suas forças
clamou – Abençoa-me!

Abençoa-me!
e não mais enganarei!
Abençoa-me!
e não mais iludirei!
Abençoa-me!
e serei vitorioso!
Abençoa-me!
e te deixarei partir!
porém não parta daqui,
sem dar-me a tua Bênção!

Luta de Vitória!
procedeste como um nobre!
Israel – será teu nome!
Vitória será a tua Benção!
Glorioso será o teu Porvir!
Vencer será tua Herança!
Solitário não serás jamais!
Jeová É O Teu Deus!

Todos os direitos reservados – março/2003

Advertisements

1 Response to "O Homem Solitário"

Glória à Deus por esta Mensagem, que Nosso Pai continue te abençoando amado! Fique com Ele.

Abraços!!!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

Categories

Estatísticas do blog

  • 173,805 hits

Enter your email address to subscribe to this blog and receive notifications of new posts by email.

Join 846 other followers

Twitter Updates

%d bloggers like this: