Jehozadak Pereira.com

Não tenho medo

Posted on: January 13, 2008


Jehozadak Pereira

Outro dia o meu telefone toca. O número não identificado não me preocupa, pois costumo atender todo mundo que me telefona. Uma voz pausada e tranqüila do outro lado começa a falar coisas pessoais, e diz um nome qualquer. Pergunta se não tenho medo, pois as coisas que escrevo deixam muita gente aborrecida. Digo que não tenho medo não, e que vou continuar escrevendo, gostem ou não.

Pouca gente tem o meu telefone, e fiquei me perguntando quem poderia ter dado o meu número a alguém. Resolvi deixar para lá. Se fiquei assustado? Nem um pouco. Conheço o meu público, e sei que as ameaças veladas do tal telefonema querem me intimidar. Intimidação que ocorre de diversos modos.

Há cerca de uns dois anos recebi uma série de e-mails, de gente criticando o ex-governador Garotinho e seu parceiro Silas Malafaia, um homem de negócios e cabo eleitoral travestido de pastor. Todos eles indistintamente tinham alguma coisa para me falar. Um outro, dizia no e-mail que havia trabalhado com o governador, que tinha informações, e uma série de outras coisas. Resolvi comparar as mensagens e todas elas tinham a mesma origem e fonte, embora com endereços eletrônicos diferentes uns dos outros.

Escrevi o artigo Um presidente evangélico, que teve grande repercussão, sem contar o xingatório, as pressões e as reclamações de gente que se sentiu ofendida com o teor do artigo, que chamava os evangélicos brasileiros a refletir sobre o assunto que você pode. Por causa deste artigo, escrevi O efeito Garotinho, e de novo houve uma gritaria daquelas. Por causa destes e de outros textos, fui ameaçado, e lembrei das palavras que o jornalista, pastor e escritor Paulo Romeiro, da AGIR. Ele me disse certa vez que quem quer criticar tem de estar pronto para ser xingado, mal falado, acusado, maltratado, etc. Outro amigo, disse certa vez que os criticados às vezes iriam apelar para expedientes, digamos, pouco ortodoxos e acusar-me de uma série de coisas. E não é que acusam mesmo?

A igreja brasileira não está acostumada a críticas e muito menos, que estas críticas sejam por escrito, como são as minhas. Uma vez criticados, reagem com virulência e truculência.

Mas, não me preocupo com isto não. Hoje, busco fazer uma seleção das sugestões de pauta que recebo. É tanta coisa, tanta pilantragem, tanta sordidez, que sequer posso pensar em citar qualquer uma delas, mas se eu resolver apontar uma delas sequer, é caos total.

E os satanistas? Por causa de O Senhor doa Anéis, sou xingado até…; tem um satanista do Rio Grande do Sul, cuja especialidade é me perseguir, e chegou a montar um site só para me “detonar”, como ele mesmo diz. Site tão fuleiro e vagabundo que saiu do ar antes de entrar. Não contente, o adepto do diabo, me colocou insistentemente numa lista de discussões, e um dos seus cupinchas criou um fã-clube para mim. Não é muita “honra”? Por causa de O Senhor dos Anéis, fui ameaçado de morte por um grupo de jogadores de RPG. Marcelo Del Debbio, o maior expoente do RPG no Brasil virou meu inimigo pessoal e até criou uma home page atrelada ao seu negócio com o meu nome, tudo no sentido de me constranger e pressionar.

E o mascarado atrás de um pseudônimo, que me acusou de adesismo, pois confundiu profissionalismo com parcialidade. Na minha profissão já fiz tantas coberturas jornalísticas, que perdi a conta. Já fui a duas visitas do presidente Lula aos Estados Unidos, fora outros eventos, e este entendido do assunto, quis me colocar onde não estava; queria forçar uma situação inexistente, tudo com o objetivo de me constranger.

Sem contar as ameaças…

Por enquanto veladas, e tenho a certeza de que as mais recentes foram por causa das minhas críticas a candidaturas de cristãos a cargos eletivos. Reservo-me o direito de continuar com meus artigos, sempre que julgar conveniente – embora seja inconveniente para quem se aproveita da condição de cristão para querer ser eleito – e estes sempre terão minhas críticas.

Medo deles?

Nenhum. Se é uma coisa que não tenho é medo.

De ninguém. Ninguém mesmo…

Copyright©2004 – todos os direitos reservados ao www.jehozadakpereira.com – março/2005.

Advertisements

1 Response to "Não tenho medo"

Jehozadak , depois leia este absurdo, onde vamos parar com gente assim liderando as igrejas?? fiquei horrorizada com tamanha “cara de pau” !

http://www.comunidadejovem.com.br/novo/mostra_artigo.php?i=0

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

Categories

Estatísticas do blog

  • 173,217 hits

Enter your email address to subscribe to this blog and receive notifications of new posts by email.

Join 846 other followers

Twitter Updates

%d bloggers like this: