Jehozadak Pereira.com

A Globo, o preconceito e os evangélicos

Posted on: March 18, 2008


Jehozadak Pereira

Dizem que as novelas nada mais são do que uma representação da vida. Se for assim mesmo as cenas exibidas no dia 12 extrapolaram toda e qualquer representação da vida. Talvez seja a representação da vida de Aguinaldo Silva, autor da novela Duas Caras. As cenas mostradas foram de um mau gosto profundo pois retrata o linchamento e a invasão da casa de Dália, Bernardinho e Eraldo que vivem um triângulo amoroso. Até ai nada demais a não ser pelo fato de Bernardinho ser homossexual e ser tratado como “bambi”, “boiola” e “florzinha”, por outros personagens da novela, e deve-se perguntar de quem é o preconceito?

As cenas fortíssimas mostraram a rebelião do povo da favela da Portelinha, que foram assulados por Edivânia, frequentadora da Igreja do Abençoado e resolveram fazer justiça em nome de Deus. Edivânia, que anda com uma Bíblia – ou algo parecido nas mãos – o tempo todo e que não perde uma oportunidade sequer de: 1. fazer fofoca; 2. cuidar da vida alheia; 3. brandir a Bíblia – ou algo parecido – contra tudo e contra todos; 4. evocar o juízo e dizer que é em nome de Deus.

O que provocou a ira de Edivânia foi a compra de um colchão king size para que os três – Dália, Bernardinho e Edivânia pudessem dormir a vontade enquanto esperavam pelo nascimento da filha de Dália que terá dois pais – com quem Bernardinho que num momento de recaida teve uma relação sexual ou Eraldo que é o outro vértice do exótico triângulo.

Em nome de Deus uma possessa Edivânia, numa das cenas mais fortes da televisão brasileira em todos os tempos foi à frente da turba que apedrejou, espancou e depredou a casa onde os três moram.

A comunidade cristã-evangélica brasileira protestou contra a exibição imediatamente e os e-mails da Rede Globo e do autor ficaram entulhados de reclamações, pois o que se viu ali não condiz em absoluto com a realidade.

Nós como cristãos não concordamos com o homossexualismo porque a Bíblia assim preconiza, mas dai sair batendo e espancando homossexuais só porque são homossexuais é uma circunstância totalmente desvirtuada da realidade e é de se perguntar para Aguinaldo Silva quantas vezes ele já viu um cristão professo batendo, espancando ou linchando um homossexual?

Aliás, na novela mais uma vez os cristãos ou os crentes – como queiram são retratados de forma caricata e distorcida, beirando o fanatismo e é até possível que exista gente assim, mas se o núcleo de pesquisa da novela não sabe como somos, porque não foram fazer laboratório para ver como é?

Qual é o problema da Globo com os evangélicos? É acertar contas? Por que? O que lhe fizemos? Ainda devemos perguntar para Aguinaldo Silva qual é o problema dele com os evangélicos? É acertar contas? Por que? O que lhe fizemos? Temos o nosso credo e nele cremos, assim como cada um tem o seu e nele crê.

Aliás, Aguinaldo Silva escreve Duas Caras como um autor de novelas ou como um ativista do homossexualismo, visto que é homossexual assumido? A realidade é que ambos – Globo e autor extrapolaram na mão e exageraram na dose e agora enfrentam protestos merecidos.

Há gente que defende a censura como um meio de coibir abusos semelhantes, pois além de tudo o que aconteceu embora seja tido como uma expressão de arte é na realidade um vilipêndio à igreja evangélica brasileira.

É certo que no nosso meio há gente oportunista como Silas Malafaia que recentemente provocou polêmica ao atacar o homossexualismo no seu programa de televisão. Os motivos de Malafaia não são nada nobres, mas sim meramente comerciais. A Globo precisa saber que não somos como Edivânia e a sua turba de gente fanatizada e estereotipada negativamente por Aguinaldo Silva e retratada pela Globo.

 

Advertisements

4 Responses to "A Globo, o preconceito e os evangélicos"

Nunca vi na Globo um personagem evangélico que não fosse bruto, turrão, limitado ou vigarista.

Bem diferente dos sábios padres ou pais de santo que muitas vezes são racionais, amorosos, compreensivos e de caráter irreprensível.

Tudo bem que no universo das novelas existiram alguns padres problemáticos, mas certamente foram minoria.

Como evangélico, vou apenas boicotar os anunciantes da Globo e estimular as pessoas a fazerem o mesmo.

[…] dos cristãos é o fim da picada, além de ser uma manipulação terrível, tal como ele faz com a Globo, xinga, xinga, xinga, mas morre de vontade de pregar […]

Porque nas novelas da Globo nunca aparece um reverendo presbiteriano, luterano, metodista e sempre aparece um pastor neopentecostal charlatão?

Por que na novela Bang Bang preferiram colocar um padre enves de um reverendo protestante? Sabemos que no Oeste Americano, a população ou era protestante ou mormon. Ou será que o autor nunca assistiu verdadeiros filmes de bang bang?

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

Categories

Estatísticas do blog

  • 173,640 hits

Enter your email address to subscribe to this blog and receive notifications of new posts by email.

Join 846 other followers

Twitter Updates

%d bloggers like this: