Jehozadak Pereira.com

Isabella

Posted on: March 27, 2010


Jehozadak Pereira

Escrevi este texto em 15 de abril de 2008 acerca deste crime que abalou a sociedade brasileira, principalmente pela crueldade e vilania com que foi praticado. Agora há pouco foi divulgada a sentença de Alexandre Nardoni e Anna Carolina Jatobá, que pelas provas apresentadas teriam matado a menina. Alexandre pegou 31 anos e Anna Jatobá 26 anos. Pelos relatos, os réus mantiveram-se impássiveis e frios durante o julgamento e não confessaram o crime. Fez-se justiça à Isabella. Ontem, 2, de março mais uma menina – Lavínia, 6 anos, foi assassinada no Rio de Janeiro por uma cretina que era namorada do pai da garota e queria os R$ 2 mil que ele guardava em casa. Por isso matou Lavínia. Triste sociedade que mata as suas meninas…

Isabella morreu! Aos cinco anos de idade a menina Isabella Nardoni foi assassinada quando de certo era a estrela principal de um enredo que só dava alegria para sua mãe e seu pai. Quem tem filhas mulheres sabe perfeitamente que não há nada mais interessante e gratificante do que ser pai e mãe de uma menina de quatro, cinco ou seis anos. É nesta fase em que elas demonstram quem são – inteligentes, espertas, vistosas, amigas, desembaraçadas e invariavelmente querem ter todas as atenções do mundo. Não que os filhos homens sejam diferentes, mas uma menina é sempre uma menina.

É possível ver Isabella andando pela sua casa calçando os sapatos da sua mãe, vestindo as suas blusas, usando as suas bolsas, tentando colocar os seus cintos, além de pegar escondido o estojo de maquiagem para tentar se parecer ainda mais com a sua mãe. Quando o telefone toca lá está ela atendendo e conversando com desembaraço com a pessoa do outro lado, e sempre que possível vai deixar claro as suas opiniões, gostos e desejos.

Se durante o dia tem a atenção da mãe, de noite ela será toda do seu pai, e demonstrando carinho vai dizer que o ama, tanto quanto a sua mãe.

O futuro de Isabella tinha tudo para ser brilhante e marcante, até que fosse jogada janela afora e se arrebentasse lá embaixo, num crime até agora sem explicação ou motivo. Aliás, nenhum crime pode ser explicado a não ser pela insanidade e maldade própria do ser humano.

O sorriso de Isabella está estampado em todos os veículos da imprensa e meios de comunicação e por mais que se investigue, mais se chega a conclusão de que ela foi espancada, estrangulada e por fim jogada fora como se joga o lixo ou algo imprestável.

Por outro lado, certamente o obscuro da história toda, fica evidente e patente o desajuste familiar onipresente em muitos lares da nossa sociedade moderna.

Aliás, o que não faltam são lares desajustados nos nossos dias, como em nenhum outro período da história da civilização.

Os pais de Isabella nunca foram casados, e ao constituir sua família, o pai dela tem dois filhos que em princípio conviviam bem com a menina, mas fica sempre a ressalva, como é comum nestes casos de que os filhos de relacionamentos anteriores convivam com os do  atual.

As autoridades policiais estão se cercando de todas as provas possíveis baseados na medicina forense para ter todas as evidências que lhes permitam indiciar para que a justiça condene os culpados.

Certamente que isto vai acontecer nos próximos dias, mas por enquanto a principal pergunta está sem resposta – quem e por que matou Isabella? Quem foi o selvagem que tirou a vida da criança?

Ao pedir a prisão preventiva do pai de madrasta de Isabella, automaticamente se jogou sobre ambos o manto da suspeita, e mesmo que não sejam eles os culpados ficarão marcados por toda a vida.

Daí a necessidade de se ter todas as provas possíveis. A parte de tudo isto as especulações e a constatação de que a tragédia serve de promoção para alguns, como o promotor responsável pelo caso que quer aparecer mais do que o costume.

Vítima mesmo é Isabella que morreu precoce e injustamente para espanto de todos, principalmente dos seus parentes e da opinião pública que pasmada assiste a mais uma tragédia sem motivo aparente.

Dramas semelhantes comovem a todos, mesmos os mais frios e distantes e que acontecem todos os dias no mundo todo. O que se espera é que a justiça seja feita e que a morte da linda e alegre menina não fique impune, a exemplo do que aconteceu com a inglesa Madeleine McCann desaparecida em circunstâncias misteriosas desde maio de 2007 quando passava férias com seus pais em Portugal.

A grande tristeza é constatar que a humanidade tem matado as suas meninas. Cativantes meninas…

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

Categories

Estatísticas do blog

  • 173,386 hits

Enter your email address to subscribe to this blog and receive notifications of new posts by email.

Join 846 other followers

Twitter Updates

%d bloggers like this: