Jehozadak Pereira.com

Fausto da Rocha, o cafajeste idiota

Posted on: August 9, 2013


Jehozadak Pereira

Não há na comunidade brasileira em Massachusetts nos últimos anos uma única tensão ou discórdia onde Fausto da Rocha não estivesse envolvido até o talo nela. Fausto que começou como um promissor líder comunitário tem se envolvido em seguidas confusões contra tudo e contra todos, como se fosse ele a única pessoa certa em tudo.

Diretor-executivo do Centro do Imigrante Brasileiro durante anos, Fausto protagonizou a maior crise da entidade que quase fechou as portas por causa disto ao apoiar junto com José Bravo, o cretino, inoportuno e inconveniente boicote ao Censo 2010. Já que faltava argumento para convencer o povo, a dupla apelou para o medo afirmando que quem respondesse às perguntas dos recenceadores estaria automaticamente entregando-se para os serviços de imigração. Devidamente confrontados mudaram de argumentos, mas sem deixar de aterrorizar a população brasileira.

Durante meses, Fausto xingou e permitiu que José Bravo xingasse pessoas idoneas, probas, honestas e trabalhadores pelo simples destas se oporem aos dois.

Passado o vexame, José Bravo teve a dignidade e honradez de pedir desculpas a quem ofendeu. Já o Fausto…

Bem, o Fausto continuou aprontando das suas e numa eleição cheia de vícios e falhas, foi eleito para ocupar o cargo de conselheiro no Conselho de Representantes de Brasileiros no Exterior, órgão que até hoje não se sabe direito como funciona e quem acompanhou os trabalhos afirmou que Fausto fez de tudo para atrasar as pautas e discussões.

Outra característica de Fausto é a falta de cárater e da facilidade com que ele apunhala – no sentido figurativo – as pessoas que um dia caminharam ao lado dele. Alvaro Lima, Eduardo Siqueira, Emidio Martins e por fim José Bravo com quem se pegou na justiça. Até o dócil e cordial Edirson Paiva foi vítima junto com a família dos desatinos de Fausto, isto sem contar alguns brasileiros que são funcionários públicos, jornalistas, donos de jornais e mais um monte de pessoas.

Atualmente desfrutando de um merecido ostracismo e decadência, Fausto faz de tudo para aparecer nem que tenha que apelar para indignidades e aos velhos expedientes de espalhar terror e desinformação. O exemplo disto aconteceu no seu programa porcaria – o que eu queria mesmo era usar aqui a expressão fisiológica daquela obra que se faz nas melhores e piores privadas, mas por respeito aos meus leitores deixo de fazê-lo – onde esculhambou a campanha de arrecadação de medula óssea para Filipe Wolff que é promovida atualmente com a prestigiosa Fundação Icla da Silva. Impos a sua opinião deturpada e irresponsável ao afirmar que quem repondesse ao questionário ou cedesse material estaria correndo riscos, já que segundo ele não se sabe o que é feito das informações.

No mesmo dia, numa reunião no Consulado-Geral do Brasil em Boston Fausto da Rocha foi inquirido por pessoas presentes e em vez de aprender e tirar lições disto, no dia seguinte disse ter sido chicoteado por todos eles e contestou se de fato representavam a comunidade brasileira. Ao contrário afirmou ser o único que se preocupa com o trabalhador indocumentado e ainda por cima no maior exercício de cinismo usou a Bíblia para tentar corroborar o seu ponto de vista enviesado, deturpado e doentio.

Fausto da Rocha é nefasto e do tipo que não mede consequências para fazer valer o seu ponto de vista, mesmo que para isto tenha que insultar a inteligência, o bom senso, o respeito alheio e manipula os ouvintes do seu programa descaradamente e se faz de vítima diante de todos.

Fausto mente quando diz que as informações da campanha são invasivas. Mentira sua, pois ele defendeu tempos atrás a pesquisa (In)Visible (Im)Migrantes: The Health and Socioeconomic Integration of Brazilians in Metropolitan Boston feita com imigrantes pelo professor Enrico Marcelli que era de fato, sim invasiva a tal ponto que a diretoria do Centro do Imigrante Brasileiro foi contra e ele se voltou contra todos apoiando o trabalho. Disto, convenientemente ele não fala porque não lhe interessa, ou melhor, ele não tem nenhum interesse em falar nada sobre isto.

Falta vergonha e pudor ao Fausto da Rocha. Falta coragem para assumir que é um homem ultrapassado, retrógrado, inconveniente e arrogante que pouco se importa com a dor alheia seja ela qual for e este caso da campanha de doação de medula óssea é só mais um dos muitos vexames deste velhaco moral…

Nota
Este texto postado no meu blog é minha opinião pessoal – direito meu –, portanto, somente eu sou o responsável pelo que está contido aqui.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

Categories

Estatísticas do blog

  • 172,845 hits

Enter your email address to subscribe to this blog and receive notifications of new posts by email.

Join 846 other followers

Twitter Updates

%d bloggers like this: