Jehozadak Pereira.com

Posts Tagged ‘Cesare Battisti

Jehozadak Pereira

Vejam como são as coisas na pretensa esquerda brasileira. Yoani Sánchez, a blogueira cubana do Generacion Y conseguiu visto para ir ao Brasil e agora vai batalhar para que o tiranico governo cubano lhe dê permissão para viajar. Conhecida por publicar textos que expõem as agruras e dificuldades do seu povo, Yoani é perseguida pela polícia e política estatal que a censura constantemente.

Sobre o assunto nenhum piado do PT.

Claro e óbvio que não vão abrir a boca, pois isto não lhes interessa. Seja o governador Tarso Genro ou o senador Eduardo Suplicy que foi um dos que foram fazer festa para o Cesare Batistti na penitenciária da Papuda quando este obteve a permissão de ficar em solo brasileiro, para vergonha nossa diante do mundo.

Outro dia mesmo, Tarso Genro esculhambou o governo italiano e parte da imprensa do Rio de Janeiro e de São Paulo que segundo ele estavam em conluio para ‘massacrar’ o seu queridinho Batistti. Uma vergonha para o povo brasileiro, para os gaúchos e para a clase política ter um idiota destes versando sobre o que não sabe.

Talvez ao falar de governo corrupto, mafioso e indigno, esteja falando do governo petista que como se sabe é de longe o que mais escândalos protagonizou na política brasileira nas últimas décadas. Só para ficar com um só, deve-se citar o famoso caso do Mensalão que era comandado por eminentes figuras petistas. No entanto, Tarso arvora-se na defesa de um terrorista e assassino que para ele é a utopia esquerdista, mesmo que todas as evidências apontem como culpado nos crimes dos quais é acusado. Aliás, deveríamos todos os dias esfregar na cara do PT os seus escândalos e mazelas para lembrar-lhes o quanto roubam e corrompem.

Já com Yoani, nenhuma palavra. Silêncio total. E não será de se espantar se um dia soubermos que houve pressão para que não fosse concedido o visto para a blogueira.

Talvez não digam nada para não desagradar seus patrões cubanos que lhes suprem de rum e charutos o ano inteiro.

Estes episódios mostram o quanto determinados políticos são dispensáveis e o quanto estão dissociados da realidade e das circunstâncias pelas quais passa o povo cubano e em especial aqueles que como Yoani ousam enfrentar as barreiras oficiais impostas para comunicar ao mundo o que se passa por lá.

É claro e óbvio que se Yoani for ao Brasil será ignorada pelos cretinos petistas de qualquer escalão, mas quem escreve e lê há de saudá-la como a verdadeira guerreira que é e pelo que ousa fazer para comunicar ao mundo sua esperança de que um dia os ditadores se vão, talvez embora para o Brasil viver sob a tutela de Tarso Genro e  seus camaradas…

Advertisements

Jehozadak Pereira

Definitivamente o Brasil é mesmo um país de merda – que me perdoem os maus bofes a esta hora da madrugada. Depois de tolerar e exaltar um ministro corrupto que enriqueceu no poder e sai se dizendo injustiçado e vítima do ‘debate’ político, o mais alto tribunal do país manda libertar um criminoso cuja captura é reivindicada por uma outra nação – Itália.

Cesare Battisti estava preso no Brasil, para onde fugiu na esperança de que a esquerda o acolhesse, o que de fato aconteceu. Fosse o dito cujo de direita e já estaria mofando numa cadeia italiana há tempos, mas como é de esquerda…

Certamente este escroque italiano vai ser celebrado por petistas e cupinchas, inclusive parlamentares que vão ‘festejar’ a sua libertação, quando deviam era se envergonhar da má companhia. Quem não se lembra das fotos de parlamentares do PT e de outros partidos comemorando com Battisti a ‘permanência’ dele no Brasil, patrocinada por Lula, o pai dos pobres, mas que não dispensa um passaporte diplomático para si e sua família.

Incrível como o Brasil consegue numa mesma semana tolerar e exaltar um ministro com cara de ladrão, com jeito de ladrão, com cheiro de ladrão, mas contra quem ninguém vai provar nada e ainda por cima libertar da cadeia um assassino.

Realmente é um país de merda mesmo…

Jehozadak Pereira

Até os cachorros vira-latas da Rodoviária de Brasília sabiam de antemão que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva daria guarida ao terrorista italiano Cesare Battisti, queridinho do PT e da esquerda brasileira, tanto que diversos políticos e integrantes do partido foram ao Presídio da Papuda em Brasília ‘comemorar’ a permanência de Battisti em solo brasileiro, entre eles, o senador Eduardo Suplicy.

Lula, poderia ter tomado a decisão correta e técnica e despachar o terrorista acusado de assassinato para pagar pelos seus crimes na Itália, mas por vontade própria decidiu mantê-lo no Brasil, desrespeitando um tratado assinado há anos, e não levando em conta a dor de quem perdeu parentes assassinados por uma luta insana e cretina que queria derrotar a democracia.

Battisti, cuja extradição é pedida através de processo na justiça brasileira para a Itália, onde  foi condenado a prisão perpétua por haver matado quatro pessoas quando era militante do Proletários Armados pelo Comunismo. Antes de fugir para o Brasil, Battisti foi refugiado na França e ao terminar o governo de Francois Mitterand, seu protetor, viu que estava ameaçado de ser extraditado para a Itália e preferiu mudar de ares e optou pelo Brasil.

Quando desembarcou encontrou gente que pensa exatamente como ele e que o tem por um herói e modelo, já que pegou em armas para defender seus pontos de vistas.

Deve-se necessariamente dizer que quem deu guarida a Cesare Battisti foi o PT e é da sua única responsabilidade que isto tenha acontecido, tudo o que ocorrer doravante é portanto responsabilidade do partidão que tomou conta do governo e que parece querer impor tudo o que lhe apetece.

Aliás, para falar nos últimos dias de Lula no exercício do poder, ele passou a impressão que só foi embora porque é obrigado por uma imposição legal e democrática, já que se pudesse ficaria ad eternun. Outra coisa que Lula precisa entender é que antes dele houve história política coerente e honesta, sem os grandes e terríveis escândalos que aconteceram no governo petista sem que Lula soubesse ou admitisse. Depois de Lula haverá também governos tão bons ou melhores do que o dele, mas idolatrado e reverenciado por uma claque que lhe aplaude até as gaiatisses, resolve se enaltecer e se reverenciar a si próprio para gaudio de um bando de fanáticos que o segue há anos.

Sem dúvida alguma, há de se reconhecer que Lula e o seu governo fizeram progressos notáveis na área social, com distribuição de riqueza, como nunca na história do país, para citar uma das frases prediletas do ex-presidente. Mas isto não lhe dá – e ao PT o direito de reivindicar em momento algum o título de pai da pátria, já que se acha e se considera o pai dos pobres, num populismo exacerbado que cega aos seus adeptos.

Obviamente os atos de Lula ainda no exercício do poder, são legítimos e soberanos, embora possam ser contestados e criticados por gente de bem, principalmente aqueles que não compactuam com a guarida a assassinos e fugitivos, como o é Cesare Battisti que têm contas a acertar com a justiça italiana e deve sim pagar se for culpado.

Uma das desculpas furadas do petista para justificar a guarida a Battisti é que é não teve direito a uma defesa adequada, o que é contestado pelas autoridades italianas, e que entregá-lo para quem o julgou é colocar a sua vida em risco.

E quem se preocupa com as famílias e dor das vítimas? Um dos muitos palpiteiros de plantão que integravam o séquito de Lula chegou ao desplante de afirmar que era um absurdo que os parentes da vítimas não abrissem mão de fazer justiça. E se se fosse um parente dele que tivesse sido morto por Cesare Battisti? Que satisfação dar a estas pessoas? Por isso é que o ato de Lula é de uma covardia sem tramanho e precedente. Quais são os atributos e méritos de Battisti? Ser amigo do PT…

 

Jehozadak Pereira

Depois de mais um périplo africano onde de quebra bajulou ditadores e ignorou violações dos direitos humanos, o que foi uma constante nos seus mandatos, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva ficou repentinamente ‘cansado’ e voltou ao Brasil sem participar do encerramento da Copa do Mundo 2010 onde seria feita a passagem simbólica pela Fifa para o Brasil que será a sede do próximo mundial. Lula não se deu ao trabalho de comparecer e seu lugar ficou vazio, como se a entidade máxima do futebol mundial quisesse mostrar ao mundo a indiferença do nosso presidente.

Lula se especializou no exercício da política diplomática brasileira a fazer vistas grossas a todo tipo de violação dos direitos humanos nos países onde visitou e fez vassalagem a ditadores do tipo de Fidel Castro, dinossauro cruel e sanguinário que mesmo decrépito não abandona o osso e continua oprimindo o povo e a oposição cubana. Diante da constatação de que presos políticos padeciam nas mãos dos irmãos Castro, Lula não deu um pio sequer e nem fez a menor menção de interceder pelos presos de consciência. Não era problema dele e o ‘cara’, fez cara de dissimulado e do mesmo modo silente como entrou, saiu e os prisioneiros que se entendessem com os Castro.

De volta ao Brasil, Lula faz das tripas coração para tentar eleger Dilma Rousseff à presidencia da república e por mais que tente não consegue esconder a verdade de que sua predileta é fraquinha, fraquinha em todos os aspectos.

Não adianta contratar marqueteiros, especialistas em imagem e seja lá mais o que for, pois é evidente o despreparo de Dilma, a começar da sua inexperiência eleitoral. Não adinta tirar os óculos pesados, mudar o penteado, colocar roupas, bolsas e sapatos modernos e muito menos escrever discursos light para uma candidata pesada de carregar. Dilma é grossa em todos os aspectos, inclusive no trato pessoal com as pessoas que a cercam e mesmo que tenha sido torturada nos porões da ditadura isto não deve server de recomendação e lamenta-se que isto tenha acontecido não só com ela, mas com muitas outras pessoas.

Lula quer fazer pensar que Dilma vai ser eleita porque é a continuidade dos seus programas sociais que na maioria das vezes consiste em dar dinheiro para as pessoas, sem capacitá-las para o futuro, e quem não quer ganhar dinheiro no mole?

Hoje no Brasil há bolsas-para-todo-tipo-de-coisas, tudo às custas dos cofres públicos cada vez mais dilapidados com a justificativa de justiça social. Não se pode esconder e nem se omitir que Lula fez na parte economica um bom trabalho, mas que a política monetária brasileira jamais esteve nas mãos do PT, pois aí o desastre seria total.

Também não se pode deixar de notar que jamais ouve um governo tão corrupto como este, superando em gênero, número e grau todos os descalabros cometidos no governo Collor de Mello.

Os escândalos se sucederam uns aos outros e Lula se saiu com a desculpa que não viu, não ouviu e nem ficou sabendo. Também lapidou a frase ‘nunca na história deste país’ que certamente vai entrar para os anais dos ditos impagáveis e inesquecíveis, sem contar a guarida que ainda dá a Cesare Basttisti, o terrorista italiano acusado de assassinato que alguns intelectuais e petistas querem fazer crer que é um criminoso comum. A história de Lula é ímpar e marcante, e ele deve sim servir de exemplo de um homem pertinaz que tinha um sonho, lutou por ele e que deve daqui por diante gozar de uma merecida aposentadoria.

Querer impôr Dilma para a nação brasileira é temerário e não se sabe o que ela poderá ou para onde conduzirá o Brasil caso seja eleita, já que se sabe ser despreparada e também usar o argumento de que precisamos de uma presidente mulher é fraquinho, fraquinho.

Para convencer o eleitora brasileiro Dilma vai precisar mais do que um novo penteado, um novo par de óculos, um terninho novo, etc, etc, etc. O Brasil não pode – e nem – deve fazer experiência com alguém tão inapropriado…


Categories

Estatísticas do blog

  • 176,496 hits

Enter your email address to subscribe to this blog and receive notifications of new posts by email.

Join 846 other followers

Twitter Updates

Advertisements
%d bloggers like this: