Jehozadak Pereira.com

Posts Tagged ‘Globo

Jehozadak Pereira

– Fora dos Jogos Olímpicos, a Globo vai mastigar e triturar o PT com o Mensalão. E que nos mostre todas as roubalheiras dos malandros petistas…

– Como o Genoíno e o Delubio são cínicos. De longa data….

– Tem o Silvinho

– O chefe é o Zé Dirceu…

– Já o chefão é o pai dos pobres, que de pobre não tem nada…
(Disse que não sabia de nada. Quem há de acreditar?)

 

 

Advertisements

Jehozadak Pereira

Este triste episódio do desabamento de três prédios no Rio de Janeiro vem se somar e compor mais uma triste crônica da cena brasileira. O que se passou desta vez? Tudo ruiu por causa de uma obra no prédio maior? Se havia a obra e parece que havia quem autorizou? Havia um alvará? A obra estava sendo supervisionada por gente capacitada?

O que se vai ver nos próximos dias é a exploração barata pela Globo e congêneres do acontecido.

O que se vai ver nos próximos dias é um desfile de desculpas esfarrapadas das autoridades, especialmente do governador Sérgio Cabral com sua cara de lambão e do prefeito Eduardo Paes que vão tentar de tudo para tira de cima de si a culpa pela tragédia.

No ano passado vimos uma das maiores tragédias com as mortes provocadas pela chuva na serra fluminense. O que foi feito? Nada. Se chover este ano de novo, vai acontecer tudo de novo – tomara que não. As desculpas vão se repetir.

Assim, de tragédia em tragédia, de descaso em descaso, de desculpa em desculpa vai se vivendo. O cidadão que paga impostos é obrigado a conviver com insegurança, com violência, com corrupção dos políticos que uma vez eleitos se perpetuam no poder e se revezam nos cargos ad eternum.

Tudo isto transforma a cada dia o país cada vez mais avacalhado e esculhambado e a caminho do caos.

A sorte é que o nosso povo é pacato e cordato e jamais vai reagir contra estes velhacos que os dirigem.

Uma pena que seja assim, pois se somos abençoados por Deus, somos ao mesmo tempo uma nação cada vez mais corrompida politicamente.

Jehozadak Pereira

Escrevi este texto em 2008 e tal como agora, o BBB é uma porcaria sem tamanho que ocupa espaço e tempo na TV brasileira. Na edição atual aconteceu um escândalo sem tamanho com o abuso sexual de uma das participantes. A Globo que nos empurra porcaria e lixo, nos deve uma explicação consistente do que realmente aconteceu. Para se situar apenas troque os nomes dos participantes pelos atuais. A porcaria é a mesma de sempre…

 

Num começo de ano onde quase nada de interessante acontece a Rede Globo brasileira coloca no ar a oitava versão do Big Brother Brasil, e a imprensa e a mídia vai repercutir tudo o que acontece na tal da casa onde estão confinados as 14 pessoas – sete homens e sete mulheres.

Desta vez o número de inscrições superou os 150 mil, e os vídeos enviados ressaltam as mais bizarras e estranhas figuras que se possa imaginar. Tem gente de todos os tipos e gêneros e a maioria, senão a totalidade busca a fama efêmera da qual um dia falou Andy Warhol – os tais 15 minutos de fama a que todos teoricamente tem direito, segundo o conceito do artista. As pessoas acreditam piamente que se participarem do BBB as suas vidas jamais serão as mesmas, e que com isto darão um salto qualitativo de vida e de status social, valendo-se do atalho que a televisão lhes oferece.

No Brasil ser um ex-BBB virou profissão lucrativa – pelo menos enquanto dura a tal da fama, que o diga Diego Gasques, o Alemão, vencedor do BBB7, que virou uma celebridade instântanea ao ganhar o prêmio de R$ 1 milhão e de não poder andar pelas ruas tamanho o assédio que sofreu.

Alemão se transformou um caso de exposição e exibicionismo que vira notícia, e mesmo com o carisma de um xuxu, Alemão cumpriu o que foi combinado e se tornou onipresente na mídia. Era um tal Alemão para cá, de Alemão para lá, e numa participação recente no Fantástico num quadro fixo mostrou toda a sua limitação. Em determinada altura ele soltou um “dispois”, quando deveria ter dito depois e foi devidamente despachado para a geladeira global, onde deve ficar até o final do seu contrato com a emissora.

Ao passo que ninguém aguenta mais ouvir falar nele, que cumpre os seus derradeiros dias de fama a exemplo de outros ex-BBBs, como Jean Willys, o falecido Buba – que chegou a ser preso posteriormente por traficar ecstasy entre outros. Fora as participantes femininas que posaram nuas e ganharam algum dinheiro, além do sucesso de Grazi Massafera, que continua em alta, pois mostra um razoável talento de atriz de novelas na própria Rede Globo.

O enredo não é novo e nem original. Mostra os conflitos entre o bom – sempre há um bonzinho e o vilão – o que seria das tramas se não houvesse um vilão? Há o prestativo, a carismática, o resmungão, a falsa, o traidor e a que é fiel e ingênua. Com tantas personalidades diferentes juntas, resta instigá-las para que os conflitos apareçam, e de quebra as preferências do público que vai aguardar ansioso pelo final e que transformara em celebridade o seu ganhador.

Logo, surgirão as tramas e curiosidade popular de quem dormiu com quem, de quem beijou quem, de quem ficou com quem, além da curiosidade popular em espiar a intimidade alheia e ver como se comportam cada qual.

Especialistas em comportamento humano dirão que é o ápice da curiosidade mórbida em não poder observar por exemplo, o que faz os nossos vizinhos, parentes, amigos e inimigos é que levam a querer saber tudo sobre o comportamento dos outros, e por também querer fofocar impunemente, o que projeta o inconsciente coletivo de talvez desejar estar ali ocupando o lugar do outro, pouco importando o prêmio em dinheiro e sim, a projeção e a possiblidade de ter o passaporte para a fama.

Claro, que há os que abominam tal tipo de diversão que não acrescenta absolutamente nada de novo ou de original, além de ser uma perda de tempo sem retorno. No entanto, o que importa é a notícia e o fato, e isto o tal do BBB tem de sobra, ainda que seja proporcionado por gente exibicionista e vazia de conteúdo. Mas quem se importa com isto?

 

Jehozadak Pereira

Nada pior numa ensolarada manhã dominical do que ver e ouvir o Galvão Bueno narrando Brasil x Escócia. Trocou nomes, cortou seus companheiros de transmissão e atropelou a transmissão da Globo. Um horror! Será que não existe alguém que queira de fato trabalhar e que mereça uma oportunidade na Globo para nos dar uma folga do falastrão?

O pior mesmo foi ele mandar um abraço para o Ronaldo dizendo que era o ‘padrinho’ e quando viu que o Tino Marcos ia esquecendo, fez questão de lembra-lo. Como dizem no Twitter: cala a boca Galvão!

Insosso também o programinha Central da Copa comandado pelo Tiago Leifert que começou bem e parece que aos poucos vai virando um mico. Aquela dele pedir para o escocês tocar o Rebolation foi outra dureza. Mas o sujeito saiu-se bem e tocou Asa Branca e a cara do Tiaguinho caiu no chão. Uma lição daquelas…

Jehozadak Pereira

Lula, o pai dos pobres tomou de novo uma invertida depois que foi desmentido pelas evidências que José Serra foi agredido sim, não interessa se por uma bolinha de papel ou por qualquer outra coisa que não se sabe exatamente o que foi. A Globo massacrou “O Cara” com um perito acima de qualquer suspeita e com uma verdade desconcertante em qualquer lugar no mundo.

Cabe agora ao nosso presidente, com todo os respeito enfiar aquilo que todo mundo sabe o que é no meio das pernas e sair na primeira a esquerda de fininho sem nem dizer tchauzinho.

Ô sujeito desastrado…

E o melhor é que ninguém pode dizer que é manipulação da imprensa, como eles gostam de falar pois contra fatos não há argumentos. Nenhum mesmo!

Jehozadak Pereira

O Jornal Nacional veiculou na segunda-feira, 28 uma matéria sobre brasileiros que estão abandonando tudo e voltando para a casa. Até aí não há novidade nenhuma, pois todos os dias tem-se notícia de que milhares de brasileiros estão voltando para o Brasil levando na bagagem um pouco do que amealharam no período em que viveram na América, além dos sonhos e frustrações por não terem conseguido alcançar aquilo que desejavam plenamente.

Só que gente voltando para casa nunca foi novidade para a comunidade brasileira nos Estados Unidos. Então qual é a diferença desta vez? É que nunca os meios de comunicação deram tanto ênfase e cobertura para o assunto. Ou talvez, nunca tantos tenham voltado ao mesmo tempo.

Mas há sim, os exageros de sempre. E a matéria é pródiga em exageros, pois ao se editar os textos, carregou-se nas tintas pessimistas, teimando em dizer que todos estão indo embora. Todos não. Alguns é possível que sim. Há também um fator que não é levado em consideração, de que somos aproximadamente 1,2 milhão de pessoas. Quantos estão indo embora? 10 mil? 20 mil?

Que impacto isto tem na vida de quem fica? E a migração interna de brasileiros? Há alguns anos, milhares de trabalhadores foram para o sudoeste da Florida, na região de Fort Myers, Naples, Tampa e outras cidades. Segundo diziam, havia muito trabalho na área da construção civil e embora os salários fossem menores, o custo de vida também era menor, o que possibilitava uma vida sem maiores problemas, sem contar que nesta região há sol quase que o ano inteiro. Há as migrações para a Georgia, para a California e outros estados em menor escala.

Muitos disseram que jamais voltariam para as regiões frias e saturadas de brasileiros no norte. Passados alguns anos, não só voltaram, como tentam refazer as suas vidas, pois já não há mais trabalho na construção civil, que diga-se, chegou primeiro por lá. Um dos grandes problemas causados pela chegada de muita gente nesta região por exemplo, foi a queda dos salários, pois a mão de obra era farta e com isto os salários caíram.

È certo que alguns quando vieram para cá, o fizeram na incerteza do que de fato encontrariam em terras americanas, pois por mais que se diga que a vida aqui é dura e as vezes complicada, não se consegue transmitir o quanto para quem deseja vir. Há também a desilusão dos que já estão aqui há algum tempo que ao verem o tempo passar sem conseguir muitas coisas decidem pela volta.

Há uma teoria de que esta se voltando para o Brasil, porque o dólar se desvalorizou em relação ao real, e a pergunta que se faz é até quando a política monetária brasileira conseguirá manter as coisas neste patamar? Já vimos este filme antes e o final dele não é dos mais felizes não.

A falta de documentos é um agravante, mas não é o único, pois sempre se viveu na América desde sempre sem documentos e basta conversar um pouco com os mais antigos para se ter a noção exata das dificuldades enfrentadas por eles.

A realidade é que grande parte dos imigrantes brasileiros nunca foram lá muito fiéis a nada por aqui. Basta conversar com alguns líderes religiosos para se ter a noção exata disto. Hoje a pessoa congrega aqui numa igreja e amanhã estará em outra, e depois de amanhã noutra. Com o comércio é a mesma coisa. Não há garantia nenhuma de que o cliente de hoje será o mesmo de amanhã.

A crise por aqui vai passar, como já passaram todas as anteriores, e o negócio è esperar por dias melhores que virão sem dúvida alguma. Mais uma vez a TV Globo presta um desserviço à comunidade brasileira ao veicular meias verdades, carregando nas tintas do exagero mais uma vez. Certamente a crise vai passar, como a Globo também…

Jehozadak Pereira

Santa ingenuidade Batman! O Malafaia foi enganado pelo Macedo!

Recebi um e-mail com a indicação de um vídeo onde o Silas Malafaia todo nervosinho ataca desta vez a IURD, sem contudo citar o nome da igreja do Edir Macedo. Com a falsa indignação que lhe é característica ele faz “um alerta” ao “povo de Deus”, sobre as reais intenções do dono do canal de TV e da igreja.

A quem ele quer enganar desta vez? Ou será que teve algum interesse específico contrariado para deitar falação nos seus antigos aliados? É melhor contar outra reverendo? Ou será homem de negócios? Ou cabo eleitoral? Está se sentindo enganado? Que peninha. Peninha mesmo.

Desde sempre se soube quem era Edir Macedo e onde ele pretendia chegar e as escadas que usou ao longo dos anos. A mim e a outros milhares nunca enganou, e o que está sendo revelado agora é nada mais do que a constatação de que as práticas dele – Macedo – sempre foram estas ai mesmo. Só os ingênuos é que não viram nada…

Mas é uma pena que só agora o reverendo Malafaia tenha se dado conta de que foi enganado e esperneia tal qual um garotinho – sem trocadilho algum – quando lhe tiram o pirulito preferido, pois quando emprestou a sua voz e o seu prestígio (?) anos atrás, certamente o fez desinteressadamente e na mais limpa das intenções na defesa do evangelho, já que a Globo atacava sem piedade.

A grande realidade é que o bispo é mais esperto e astuto do que o reverendo Malafaia pensava, e se naquela época ele tinha planos de jantar o Macedo, foi tomado no café da manhã, e descartado sem a menor cerimônia, e agora volta-se “em amor” contra o seu camarada de ontem. Não será surpresa alguma se dentro de algum tempo ele colocar a venda algum DVD desancando a IURD e as suas prátícas, tudo sem o menor interesse monetário é claro.

A grande realidade que o reverendo Malafaia não viu, ou não quis ver, é que Edir Macedo sempre foi um empresário que explora – no bom sentido é claro, a fé alheia, e que ficou rico graças a sua capacidade de criar coisas que os outros nunca pensaram. As intenções dele sempre foram bem claras para quem quizesse ver, o que parece que não foi o caso do reverendo Silas.

Profeta, reverendo Silas, é aquele que vem e fala antes da coisa acontecer, pois aos verdadeiros profetas Deus mostra antes. Falar depois é mera falácia. Mas esperar o que de quem se derrama em auto-elogios? Aliás, tem um ditado que diz que elogio em boca própria é vitupério. Entendeu?


Categories

Estatísticas do blog

  • 173,813 hits

Enter your email address to subscribe to this blog and receive notifications of new posts by email.

Join 846 other followers

Twitter Updates

%d bloggers like this: